Chefão da DC humilou em julgamento Amber Heard, a Mera de Aquaman

Walter Hamada, presidente da DC Films, criticou atuação de Amber Heard em julgamento da atriz com Johnny Depp.

Chefão da DC humilou em julgamento Amber Heard, a Mera de Aquaman

No mes passado, durante o julgamento do caso Amber Heard x Johnny Depp, o presidente da DC Films, Walter Hamada, testemunhou contra a atriz e criticou a atuação da intérprete da...

 Chefão da DC humilou em julgamento Amber Heard, a Mera de Aquaman
Publicidade

Publicidade

No mes passado, durante o julgamento do caso Amber HeardJohnny Depp, o presidente da DC Films, Walter Hamada, testemunhou contra a atriz e criticou a atuação da intérprete da Mera em Aquaman.

 

    LEIA MAIS!

 

Publicidade

Hamada foi chamado para dar o seu testemunho no julgamento após a defesa de Amber ter dito que a a atriz sofreu represálias por parte da Warner Bros. em Aquaman 2, tendo tido seu papel diminuido várias vezes no filme.

Os advogados da estrela dcnauta afirmam que a carreira de Amber foi prejudicada devido ao seus conflitos com Depp, a quem ela acusa de agressão e abuso sexual.

Publicidade

Contudo, Hamada negou que Amber Heard foi demitida de seu contrato com a Warner e que o papel da atriz tenha sido reduzido na sequência de Aquaman 2 por algum motivo específico ou por por algo que envolvesse o nome de Depp.

“Não. Novamente desde os estágios iniciais do desenvolvimento do roteiro, o filme [Aquaman 2] foi construído em torno do personagem de Arthur e do personagem de Orm”, explicou Hamada. “Arthur sendo Jason Momoa. Orm sendo Patrick Wilson. Então eles sempre foram os dois protagonistas do filme.”

O chefão da DC nos cinemas também falou que a falta de química de Jason Momoa, o Aquaman, e Amber, a Mera, em Aquaman quase fez a atriz ser substituída em Aquaman 2.

Publicidade

“Acho que editorialmente eles conseguiram fazer esse relacionamento funcionar no primeiro filme, mas havia uma preocupação de que era preciso muito esforço para continuarmos e seria melhor reformular, encontrar alguém que tivesse uma química melhor e mais natural com Jason Momoa e seguir em frente dessa maneira”, testemunhou Hamada.

Embora o executivo da WB afirme que na edição final de Aquaman, Momoa e Heard demonstre químicas juntos, Hamada fisse que isso só foi possível graças a um imenso trabalho de pós-produção.

Publicidade

 “No final das contas, acho que se você assistir ao filme, eles parecem ter uma ótima química, mas eu só sei que ao longo da pós-produção foi preciso muito esforço para chegar lá. Às vezes é muito fácil, você apenas coloca os personagens na tela juntos e eles funcionam, e às vezes é mais difícil.”

Confrontando por um adovgado de Amber, Walter Hamada explicou melhor como foi criado a química do casal principal de Aquaman e Aquaman 2.

“Um bom editor e um bom cineasta podem escolher as fitas certas, podem escolher os momentos certos e juntar as cenas, novamente a trilha sonora é grande, a música em uma cena faz uma grande diferença, você pode fazer uma cena feliz parecer mais triste ou triste cena se sente mais feliz, é apenas a magia da pós-produção, edição, som, design de som, música, etc.” disse Hamada.

Publicidade

A disputal judiciial entre Depp e Heard acabou condenando os dois por difamação. Porém, a estrela da DC acabou levando a pior, já que além de ter que pagar uma quantia bem maior ao seu ex (US$ 10 milhões contra US$ 2 milhões), teve seus relatos de vítima de violência doméstica considerados falsos.

Apesar de já ter filmados todas as suas cenas em Aquaman 2, ainda não se sabe se Amber Heard estará no corte final da sequência, que estreia em 17 de março de 2023 nos cinemas americanos.

Publicidade

Acompanhe o Legado da DC e saiba tudo sobre o universo dcnauta.

Escute o Podcast do Legado:

Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.