Liga da Justiça: Joss Whedon quebra o silêncio e ataca acusadores; confira

Em entrevista recente, o diretor Joss Whedon nega acusações e diz ter sido "vítima" de campanha difamatória feita por fãs de Zack Snyder.

PUBLICIDADE

Qualquer um que acompanhou a produção da Liga da Justiça de 2017 sabe que, após Zack Snyder sair da cadeira de direção do filme, Joss Whedon foi contratado para supervisionar as refilmagens, período em que o filme foi drasticamente alterado.

 

    LEIA MAIS!

 

No final de agosto de 2020, uma investigação independente foi lançada pela WarnerMedia para investigar as alegações de Ray Fisher, que terminou oficialmente há pouco mais de uma semana. O estúdio confirmou que as investigações foram concluídas, e “ações corretivas” foram tomadas. Pouco tempo depois, Whedon foi afastado de todos os projetos do estúdio.

PUBLICIDADE

Agora, em entrevista publicada nesta segunda-feira (17) pela New York Magazine, Joss Whedon respondeu as acusações feitas contra ele por Ray Fisher, Gal Gadot, Charisma Carpenter e pelas equipes de Buffy: A Caça-Vampiros e Firefly.

Na matéria, o cineasta negou as acusações feitos ao longo dos últimos anos por diversas pessoas e ainda acusou fãs de Zack Snyder de comandarem uma campanha difamatória contra ele nas redes sociais. “Não sei quem começou [a suposta campanha difamatória], sei em nome de quem isso foi feito [Zack Snyder]”.

Segundo Whedon, as afirmações contra ele feitas por Fisher não eram “verdadeiras ou dignas de discussão”. O cineasta ainda questionou o caráter e a qualidade do intérprete do Cyborgue, definindo-o como “um mau ator, em todos os sentidos da palavra”.

PUBLICIDADE

Em uma longa entrevista dada a Forbes em 2020, Fisher revelou o que o motivou a falar contra os abusos que ele e o resto do elenco sofreram durante as refilmagens de Liga da Justiça. Segundo o ator, “a exclusão de pessoas de cor da versão teatral da Liga da Justiça não foi um acidente nem uma coincidência”.

Desde Julho de 2020, o ator vem fazendo uma série de acusações contra o diretor Joss Whedon e os produtores Geoff Johns e Jon Berg, afirmando que o cineasta tratou o elenco e toda equipe de maneira abusiva, e que este comportamento teria sido respaldado pelos dois executivos da Warner.

Whedon assumiu as filmagens de Liga da Justiça após a saída de Zack Snyder da direção por problemas familiares. A reação negativa em torno do filme estimulou pedidos pela versão original do longa, já que muito material planejado pelo diretor não entrou na versão final.

PUBLICIDADE

Devido às mudanças feitas após a saída de Snyder, o longa foi um fracasso de crítica e de público. Todavia, o diretor ganhou a oportunidade de concluir sua obra em uma nova versão que foi lançada em março de 2021, intitulada de Liga da Justiça de Zack Snyder.

Mas e você, o que acha de toda essa polêmica? Não esqueça de comentar em nossas redes sociais!

Fique por dentro do Legado da DC e saiba tudo sobre o mundo DCnauta.

PUBLICIDADE

Sair da versão mobile