Tag: Esquadrão Suicida (2016)

Quer você ame ou odeie Esquadrão Suicidao filme foi um sucesso de bilheteria e se tornou muito popular na época em que foi lançado, além de estabelecer uma série de vilões clássicos da DC no universo compartilhado dos cinemas. O filme foi escrito e dirigido por David Ayer e o elenco reuniu nomes como Will Smith, Jared Leto, Margot Robbie, Joel Kinnaman, Viola Davis, Jai Courtney, Jay Hernandez, Adewale Akinnuoye- Agbaje, Scott Eastwood, Karen Fukuhara, Ike Barinholtz e Cara Delevingne.

Imaginando que são todos dispensáveis, uma oficial de inteligência dos EUA decide montar uma equipe de supervilões perigosos e encarcerados para uma missão ultrassecreta. Agora armados com bombas explosivas no pescoço, Pistoleiro, Arlequina, Capitão Bumerangue, Crocodilo e outros detentos desprezíveis devem aprender a trabalhar juntos. Chamado de Força-Tarefa X, os criminosos se unem para lutar contra uma entidade misteriosa e poderosa, enquanto o diabólico Coringa atua em paralelo para atrapalhar os planos da equipe.

Após uma estreia forte, em agosto de 2016, que estabeleceu novos recordes de bilheteria, a produçãp arrecadou $746 milhões em todo o mundo, tornando-se o décimo filme de maior bilheteria daquele ano. O filme recebeu críticas majoritariamente negativas da crítica, com elogios para o elenco, mas críticas por sua trama e direção. No entanto, foi indicado e ganhou vários prêmios em várias categorias, incluindo um Oscar de Melhor Maquiagem e Penteado no 89º Oscar, sendo o primeiro filme do DCEU a ganhar uma estatueta.

Desde seu lançamento em 2016, o longa se tornou um notório estudo de caso de como a intromissão do estúdio pode impactar negativamente o desenvolvimento de um filme. A versão original do filme feita pelo diretor era supostamente muito mais sombria e menos cômica do que a versão final do filme acabou sendo. O produto resultante foi uma confusão tonal de visões conflitantes que não conseguiram transmitir a ideia original de David Ayer para o filme.

Muito parecido com Zack Snyder em Liga da Justiça (pelo menos antes do anúncio da versão de diretor), Ayer optou por não falar publicamente sobre suas divergências com o estúdio, que ele disse ser uma questão de profissionalismo. Mesmo assim, disse ele, o filme que chegou aos cinemas não foi o seu, e que seu silêncio sobre o assunto significou ter que absorver muitas críticas injustas, algumas delas muito pessoais. Se um dia iremos assistir ao corte de diretor de Esquadrão Suicida, só o tempo irá dizer…

Página 2 de 27 1 2 3 27

LEIA TAMBÉM: