Batman possui uma exceção oculta à sua regra de não matar

No cânone do Universo DC, Batman tem sido consistentemente reconhecido por seu princípio de não cometer assassinatos.

Batman possui uma exceção oculta à sua regra de não matar

No cânone do Universo DC, Batman tem sido consistentemente reconhecido por seu princípio de não cometer assassinatos.

Batman possui uma exceção oculta à sua regra de não matar
EXCEÇÃO SECRETA
Imagem: Reprodução | Divulgação
PUBLICIDADE

Desde sua primeira aparição nos quadrinhos da DC Comics, Batman tem sido consistentemente reconhecido por seu princípio de não cometer assassinatos. No entanto, há um indivíduo em particular que ele está disposto a abrir uma exceção.




PUBLICIDADE



Embora o Cavaleiro das Trevas reconheça que tirar vidas o colocaria no mesmo patamar dos criminosos que ele caça, ele fez a escolha deliberada de nunca matar seus adversários, independentemente da gravidade de seus crimes.

Dentro do cânone do Universo DC, é extremamente incomum ver Batman tomando a decisão consciente de tirar a vida de alguém. Sempre que isso ocorre, a história o retrata como um evento de grande importância para o desenvolvimento do personagem.

PUBLICIDADE

No entanto, existe uma circunstância excepcional na qual Batman não apenas está disposto a matar, mas também reconhece que isso não teria nenhum impacto significativo em sua vida. Essa revelação ocorreu nas edições #39 e #40 de Injustice 2, escritas por Tom Taylor e ilustradas por Bruno Redondo.

Na edição #39, o Homem-Morcego visita Pantera, um membro da Sociedade da Justiça da América, que está hospitalizado. Batman busca a ajuda de Pantera, porém o herói está em coma devido a uma brutal agressão sofrida por um Batman impostor.

PUBLICIDADE

No desfecho da edição, de forma surpreendente e abrupta, o Cavaleiro das Trevas decide neutralizar o membro de longa data da Sociedade da Justiça da América. Entretanto, a edição seguinte inicia com Pantera ressuscitando logo após sua morte.

PUBLICIDADE

Isso se deve ao fato de Pantera possuir nove vidas devido a um feitiço mágico, e Batman toma a decisão de matá-lo para despertá-lo de seu coma. Além disso, quando o Pantera é trazido de volta à vida, ele experimenta uma completa cura e está prontamente disponível para prestar auxílio.

É evidente que, se alguém como o Pantera não for permanentemente eliminado, ele não está verdadeiramente “falecido” o bastante para que Batman se sinta responsável por isso. Essa abordagem apresenta uma perspectiva fresca e intrigante sobre a regra de não matar do Batman.

Embora seja amplamente conhecido que o Cruzado Encapuzado realmente sempre busca evitar tirar vidas, o contexto envolvendo o Pantera sugere que Batman pode estar mais disposto a considerar a morte como uma opção se ela não for permanentemente conclusiva.

Embora em termos técnicos, eliminar uma das escassas vidas do Pantera Negra o coloque em maior proximidade com a morte definitiva, isso ressalta a filosofia particular que leva o Batman a se opor ao assassinato: a morte como um caminho irreversível para um desfecho permanente.

A partida dos pais de Bruce devido à morte e o intenso sofrimento que ele experimentou moldaram sua personalidade atual. No entanto, se uma morte não resultar em um impacto duradouro, o Batman não considera isso uma transgressão de sua regra.

Essa é a razão pela qual o Batman está disposto a eliminar zumbis – porque eles já estão em um estado de morte. A aversão do Batman à morte não surge de preocupações legais ou biológicas, mas sim das implicações filosóficas que a morte carrega em termos de seu significado real.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC e saiba mais sobre os quadrinhos DCnautas.

Conheça o LegadoTV:

LegadoTV é o nosso canal do YouTube para falar de tudo, seja Marvel, DC, e qualquer conteúdo de cultura pop! Se você curte nosso trabalho aqui no site, não nos deixe de se inscrever no nosso canal clicando aqui. Logo abaixo você confere um vídeo do canal:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020-2023 Legado da DC, uma empresa da Legado Enterprises.
Developed By Old SchooL