HQ do Batman faz homenagem à grande reviravolta de Watchmen; saiba mais

HQ do Batman faz homenagem à grande reviravolta de Watchmen; saiba mais

A HQ Watchmen de Alan Moore e Dave Gibbons ainda é extremamente influente, mesmo 35 anos após sua primeira publicação. Seus personagens, cenas e diálogos se tornaram icônicos e...

 HQ do Batman faz homenagem à grande reviravolta de Watchmen; saiba mais
Publicidade

Publicidade

A HQ Watchmen de Alan Moore e Dave Gibbons ainda é extremamente influente, mesmo 35 anos após sua primeira publicação. Seus personagens, cenas e diálogos se tornaram icônicos e uma de suas falas mais memoráveis ​​ganhou destaque na parte final do enredo “The Fearful” em Batman: Urban Legends #9.

No início dos anos 1980, a DC comprou os direitos dos personagens pertencentes à extinta Charlton Comics; o grupo de personagens incluía Capitão Atômo, Besouro Azul, Questão, entre outros. Alan Moore queria usar os personagens recém-adquiridos da Charlton em Watchmen, mas o editorial da DC planejou incorporá-los em seu universo, tornando-os indisponíveis para Moore.

Implacável, Moore criou novos personagens baseados nos heróis da Charlton – Besouro Azul tornou-se Coruja, Capitão Atômo tornou-se Dr. Manhattan e o Questão tornou-se Rorschach. A trama explorou a história de Ozymandias (baseado em Peter Cannon, Thunderbolt), que procurou unir o mundo encenando uma falsa invasão alienígena, e apenas Coruja e Rorschach poderiam detê-lo.

Publicidade

Rorschach e Coruja confrontaram Ozymandias em sua base na Antártica, apenas para descobrir que ele havia executado seu plano 35 minutos antes deles chegarem. A cena é icônica e ganha destaque em uma nova história em Batman: Urban Legends #9, escrita por Brandon Thomas, com arte de Cian Tormey, tintas de Raul Fernandez, cores de Alejandro Sanchez e letras de Steve Wands.

No final de “The Fearful”, uma versão futura do Duque Thomas é enviada de volta 35 anos para impedir Jonah, que pode expelir uma cepa altamente potente da Toxina do Medo do Espantalho através de suas glândulas. A habilidade de Jonah levou à psicose em massa e, eventualmente, à queda de Gotham.

No futuro, Jonah está torturando Duke, dizendo a ele que será necessário mais do que feitiços e espadas mágicas para vencê-lo. Duke apenas ri, dizendo a Jonah “Cara, eu já venci você. Eu fiz isso há 35 anos.” Os fãs de Watchmen reconhecerão imediatamente a referência à famosa linha de Ozymandias e, embora seja um easter-egg divertido, há um significado mais profundo para a referência.

Publicidade

Ozymandias e Signal tramaram planos grandiosos e de longo alcance para atingir seus objetivos na tentativa de salvar o mundo, mas eles têm motivações muito diferentes. O desejo de Ozymandias de salvar a humanidade origina-se unicamente de seu ego, pois ele se vê no mesmo patamar que alguns dos maiores líderes e salvadores da história.

Singal, por outro lado, deseja genuinamente salvar o mundo. Ele viveu neste contexto infernal por décadas, vendo em primeira mão os horrores que Jonah desencadeou sobre o mundo. Mas o plano de Signal não envolve assassinatos.

Publicidade

Mas e você, curtiu a homenagem na HQ do Batman? Não esqueça de comentar em nossas redes sociais!

Acompanhe o Legado da DC para mais novidade sobre os quadrinhos DCnautas.

Créditos: Screenrant

    LEIA MAIS!

Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.