Os filmes da DC continuam ignorando algo sobre o Batman

Recentemente, The Flash reviveu um dos mitos mais persistentes sobre a psicologia e a filantropia do Batman.

Os filmes da DC continuam ignorando algo sobre o Batman

Recentemente, The Flash reviveu um dos mitos mais persistentes sobre a psicologia e a filantropia do Batman.

Os filmes da DC continuam ignorando algo sobre o Batman
IDEIA DETURPADA
Imagem: Reprodução | Divulgação
PUBLICIDADE

Poucos super-heróis são tão ricos quanto o Batman, devido à fortuna da Família Wayne. Bruce Wayne usou esses fundos para combater o crime, a pobreza e salvar o mundo. No entanto, The Flash reviveu um dos mitos mais persistentes sobre a psicologia e a filantropia de Bruce.




PUBLICIDADE



Por décadas, Batman tem sido um verdadeiro ícone para a justiça. Bruce é bilionário durante o dia que se torna um combatente do crime fantasiado à noite. Ao longo desse tempo, o Cavaleiro das Trevas foi alvo de críticas de pessoas que não estão tão familiarizadas com seus quadrinhos.

A imagem do vingador sombrio que salva as pessoas de Gotham da injustiça foi substituída, para muitos, pela ideia de um bilionário que acumula riquezas e espanca criminosos para aliviar seus traumas. Essa noção, no entanto, tem muito pouco fundamento nas histórias clássicas.

PUBLICIDADE

Nos quadrinhos, a riqueza de Bruce Wayne tem sido um recurso inestimável. O filme do Flash incluiu uma piada controversa sobre a riqueza do Batman. Graças ao Laço da Verdade, Batman revelou que, se realmente quisesse ajudar, usaria sua riqueza em vez da violência contra criminosos.

Esse assunto se tornou recorrente em torno e foi até um tema em The Batman. Os filmes mostraram consistentemente que Wayne é quase incompetente quando se trata de usar efetivamente sua riqueza para qualquer coisa além de pequenos atos de caridade ou construir tecnologias.

PUBLICIDADE

Sua gestão de patrimônio foi relegada a piadas sobre a compra de empresas por motivos pessoais. Wayne é consideravelmente mais responsável e generoso com a fortuna de Wayne. Nos quadrinhos da DC Comics, Bruce Wayne foi desde um investidor até um líder direto em projetos filantrópicos.

Wayne assumiu a liderança de temas como hospitais infantis, conservação ambiental, preservação histórica e resolução das mudanças climáticas. Na verdade, vários arcos retratam Wayne usando sua riqueza pessoal para reconstruir partes danificadas de Gotham após eventos traumáticos.

PUBLICIDADE

Sempre que vilões tentam conquistar a Terra, Gotham é uma das primeiras cidades a ser reconstruída, graças à ajuda pessoal de Wayne. Se fosse traçado um gráfico do investimento da riqueza da Família Wayne, seria uma das movimentações financeiras mais generosas dos quadrinhos.

O fato é que, quando se trata de Gotham City, muitas das ameaças que as pessoas enfrentam vão além da simples questão de riqueza e recursos. Vilões como Bane, Ra’s al Ghul e até Coringa provaram ser capazes de superar o Departamento de Polícia de Gotham e a estrutura política.

Como destaca o CBR, essa é uma questão que um orçamento maior para programas sociais não pode derrotar. Embora a riqueza de Wayne sempre possa ajudar as pessoas em dificuldades de Gotham, os problemas que afligem as pessoas vão além das necessidades e perigos humanos típicos.

Bruce Wayne não é apenas responsável por uma grande riqueza, mas na verdade é incrivelmente atencioso e responsável ao usá-la. Em uma história, Bruce descobriu que sua riqueza havia sido usada para financiar o roubo de artefatos de outro país. Isso obrigou Wayne a vestir o traje de Batman e impedir o crime.

A amizade de Bruce com Harvey Dent deu a ele a empatia para apoiar programas de reabilitação para os mesmos criminosos que ele luta. Ele já até convenceu seus colegas bilionários a serem mais caridosos e ficou quase sozinho entre a elite de Gotham contra a Corte das Corujas.

Mesmo que as representações mais irresponsáveis ​​do Batman sejam verdadeiras, sua guerra contra o crime não pode ser descartada. Afinal, uma de suas primeiras missões foi derrubar as famílias do crime organizado de Gotham, algo que Bruce Wayne sozinho nunca poderia ter resolvido.

Desde então, Bruce Wayne fez questão de proteger as pessoas nas ruas, tanto de sua galeria de supervilões quanto do criminoso comum. A ideia de que ele visa os pobres ou doentes mentais não tem fundamento. Batman simplesmente responde aos crimes conforme eles acontecem.

O financiamento de Bruce Wayne com a Liga da Justiça e sua tecnologia salvou o planeta – sem falar em Gotham – muitas vezes. Por melhor que seja o vigilantismo do Batman, armar outros super-heróis com coisas como a Torre de Vigilância e viagens interestelares tem sido inestimável.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC e saiba tudo sobre as produções DCnautas.

Conheça o LegadoTV:

LegadoTV é o nosso canal do YouTube para falar de tudo, seja Marvel, DC, e qualquer conteúdo de cultura pop! Se você curte nosso trabalho aqui no site, não nos deixe de se inscrever no nosso canal clicando aqui. Logo abaixo você confere um vídeo do canal:


Você Comentou Este Artigo
  1. Heleno Souza disse:

    Bom,este é mais um dos problemas de representar um personagem fora de seu Cânone:Quando não usam do Roteirismo pra rebaixar os demais personagens,”imb cilializam”ele,transformando o cara num sádico desequilibrado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020-2023 Legado da DC, uma empresa da Legado Enterprises.
Developed By Old SchooL