Netflix acaba de resolver o problema mais idiota do Superman; entenda

Como uma sátira de super-heróis, Guardiões da Justiça, série da Netflix, resolveu um problema comum relacionado ao Superman.

PUBLICIDADE

A nova série da Netflix, Guardiões da Justiça, serve como uma sátira ao gênero de super-heróis, mesmo apontando o problema mais idiota do Superman, que é o fato dele sempre parece favorecer os Estados Unidos. Baseado na graphic novel de Alan MooreWatchmen, Guardiões da Justiça faz algumas paródias com super-heróis famosos.

 

  LEIA MAIS!

 

Marvelous Man e Superman são heróis quase onipotentes de outros planetas, mas suas semelhanças vão além de seus poderes e origens e isso é sugerido logo na primeira temporada de Guardiões da Justiça. Sem nenhuma explicação, Marvelous Man chega à Terra e salva a raça humana ao acabar com a Terceira Guerra Mundial em um dia, não apoiando nenhum dos lados.

PUBLICIDADE

Mais tarde, porém, Marvelous Man impede o assassinato de JFK, mas não consegue salvar o primeiro-ministro Khrushchev da União Soviética. Isso levou a uma manchete de jornal dizendo: Marvelous Man acusado de favorecer os EUA”. Superman enfrentou críticas semelhantes tanto no universo quanto na vida real. Ambos os super-heróis foram acusados ​​de mostrar uma preferência pelos Estados Unidos sobre o resto do mundo.

Embora o Superman seja destinado a proteger o mundo inteiro, seu lema por muitos anos foi Verdade, justiça e o jeito americano”. Mais recentemente, a DC Comics explorou as lealdades do Superman, e os Guardiões da Justiça fizeram o mesmo com Marvelous Man. A série fez questão de abordar a questão de heróis poderosos preferindo um país em detrimento de outros.

No entanto, se o Superman ou o Marvelous Man estivessem do lado de um país em particular, isso seria perigoso para todos os outros em seus mundos. Tanto o Marvelous Man quanto o Superman têm apenas uma fraqueza real, caltronita e kryptonita, respectivamente, então outras nações podem fazer pouco para se opor a eles.

PUBLICIDADE

Isso causa indignação em ambos os arcos, e os heróis precisam agir para provar que querem proteger o mundo inteiro, não apenas os Estados Unidos. Para fazer isso, Marvelous Man promete ficar fora da política na série enquanto Superman renuncia à sua cidadania americana em “The Incident”, um conto em Action Comics #900.

Da mesma forma, Superman foi questionado na vida real devido ao seu antigo lema deVerdade, justiça e o jeito americano, que mostra favoritismo em relação aos Estados Unidos. No entanto, o lema original do Superman inicialmente se concentrava apenas na verdade e na justiça, mas foi atualizado durante a Segunda Guerra Mundial.

Isso se tornou a frase de assinatura do Superman até que o público começou a questionar o que realmente era o “jeito americano”. Além disso, alguns acreditavam que isso contradizia a promessa do Superman de proteger toda a Terra. Devido a isso, a DC Comics mudou recentemente o bordão do Superman para Verdade, justiça e um amanhã melhor”.

A história fictícia de Marvelous Man reflete como a visão do público em relação a um herói pode mudar. Enquanto salvador durante a Segunda Guerra Mundial, Marvelous Man mais tarde se tornou uma figura questionável ao ponto de as empresas criarem armas de caltronita como precaução.

PUBLICIDADE

Satirizando histórias de super-heróis, Guardiões da Justiça aborda diretamente o principal problema do Superman, forçando Marvelous Man a confrontar e refutar acusações sobre seu favoritismo em relação aos Estados Unidos em vez do mundo como um todo.

Mas e você, quais seus pensamentos sobre tudo isso? Não esqueça de comentar em nosso grupo do Telegram!

Para mais curiosidades DCnautas, acompanhe o Legado da DC.

Créditos: Screenrant
PUBLICIDADE

Sair da versão mobile