The Batman mostra que Warner aprendeu com seus erros contra Snyder

O próximo filme da DC, The Batman, terá uma duração de quase três horas, sugerindo que a WB aprendeu ao menos uma lição com a Era Snyder.

The Batman mostra que a Warner aprendeu uma lição com seus erros contra Zack Snyder

O próximo filme de Matt Reeves, The Batman, prova que a Warner Bros. aprendeu pelo menos uma lição com seus erros contra Zack Snyder. O estúdio começou sua ambiciosa franquia...

 The Batman mostra que a Warner aprendeu uma lição com seus erros contra Zack Snyder
Imagem: Reprodução | Divulgação
Publicidade

Publicidade

O próximo filme de Matt Reeves, The Batman, prova que a Warner Bros. aprendeu pelo menos uma lição com seus erros contra Zack Snyder. O estúdio começou sua ambiciosa franquia de filmes do universo compartilhado da DC Comics em 2013 com O Homem de Aço, Batman Vs Superman: A Origem da Justiça e, eventualmente, Liga da Justiça.

 

    LEIA MAIS!

 

Publicidade

Enquanto Batman Vs Superman e Liga da Justiça de Zack Snyder se saíram bem após o lançamento dos cortes de Zack Snyder, suas performances nos cinemas foram medíocres devido à interferência do estúdio, algo que pode não ser o caso de The Batman.

A produção foi inicialmente planejado para ser o primeiro filme solo do Batman de Ben Affleck. No entanto, Affleck, que deveria dirigir e estrelar o filme, deixou o papel. Em vez de ser cancelado, The Batman se tornou um filme solo diferente e não terá vínculos com o DCEU, ocorrendo em uma nova continuidade.

Além de apresentar um novo diretor, elenco e direção focada no realismo, The Batman também terá uma duração de quase três horas. Embora isso prometa muito tempo para Matt Reeves retratar sua visão do Cavaleiro das Trevas, também revela que a Warner Bros. pode ter aprendido uma lição com seus erros na Era Snyder.

Publicidade

Ao permitir que o próximo filme tenha uma duração de quase três horas, o estúdio está deixando The Batman contar a história que seu diretor deseja e com poucas interferências externas, o que não foi o caso de dois dos filmes de Zack Snyder no DCEU.

Batman Vs Superman foi um filme ambicioso, servindo não apenas como uma sequência de O Homem de Aço, mas também como uma introdução à Liga da Justiça. O corte lançado nos cinemas removeu inúmeras cenas importantes, resultando em um filme que às vezes fazia pouco sentido.

Publicidade

A versão do diretor, no entanto, foi muito mais bem recebido, pois manteve todas as filmagens, ritmo e estrutura que Snyder pretendia, provando que a Warner Bros. estava errada ao alterar o filme tão drasticamente.

Para Liga da Justiça, Snyder partiu durante a produção devido a uma tragédia pessoal, levando o estúdio a trazer Joss Whedon para terminar o filme. O corte teatral foi considerado medíocre por críticos e espectadores, e os fãs fizeram uma massiva campanha pela versão original do diretor original.

Com o lançamento de Liga da Justiça de Zack Snyder, que provou ser muito mais agradável para o público, muitos esperam uma continuação da visão de Snyder para o Universo DC, mas não há planos para mais filmes do dirigidos por ele. O tempo de execução de The Batman sugere que a Warner Bros. entende a importância de permitir que um diretor faça seu filme com o mínimo de interferência do estúdio.

Publicidade

A decepção de Batman Vs Superman nos cinemas e a recusa do estúdio em deixar Snyder continuar sua história após Liga da Justiça são grande erros, mas permitir que Matt Reeves faça um filme de quase três horas dá a impressão de que a Warner Bros. aprendeu sua lição.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Não esqueça de comentar em nossas redes sociais!

Acompanhe o Legado da DC e saiba tudo sobre as produções DCnautas.

Publicidade
Créditos: Screenrant
Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.