Batman falhou em ensinar uma habilidade essencial ao Robin

Batman ensina bem quando se trata de métodos de combate, mas suas limitações sociais prejudicaram o aprendizado do Robin.

Batman falhou em ensinar uma habilidade essencial ao Robin

Batman ensina bem quando se trata de métodos de combate, mas suas limitações sociais prejudicaram o aprendizado do Robin.

Batman falhou em ensinar uma habilidade essencial ao Robin
UMA GRANDE FALHA
Imagem: Reprodução | Divulgação
PUBLICIDADE

Na DC Comics, Dick Grayson, também conhecido como Robin ou Asa Noturna, e seu mentor autoritário, Batman, têm um relacionamento um tanto tenso que forçou Dick a agir por conta própria e se aprofundar em seu supergrupo de amigos profissionalmente conhecido como Jovens Titãs.




PUBLICIDADE



Agora, conforme descrito pelo Screen Rant, em uma história que remonta aos seus primeiros dias, Asa Noturna, ainda no manto de Robin, mostra que faltam habilidades essenciais que, graças ao Cavaleiro das Trevas, o impedem de ser o líder eficaz que ele precisa ser no momento.

Como alguém que não demonstra emoções tanto quanto deveria, Batman, apesar de sua propensão a ficar sozinho em lugares mal iluminados, anseia pela vivacidade e pelo amor da rede cada vez maior de heróis que atuam em Gotham City, conhecida como Bat-Família.

PUBLICIDADE

E embora ele tenha ganhado alguma inteligência emocional muito necessária de pessoas como Tim Drake, Batgirl de Barbara Gordon, e até mesmo de seu filho igualmente sisudo, Damian Wayne, Bruce não estava de forma alguma preparado nem capaz de transmitir essa sensibilidade ao treinar Dick.

Isso deixou Dick sem o conhecimento de como agir como um amigo e líder solidário, empático e compassivo. Em World’s Finest: Teen Titans #1, de Mark Wait e Emanuela Lupacchino, Roy Harper conversa com Dick e menciona espontaneamente: “Meu a vida particular é incrível. Tudo está ótimo.”

PUBLICIDADE

Os fãs sabem que a vida pessoal de Roy não é nada “incrível”, já que ele chegou a usar drogas para enfrentar as dificuldades de ser um super-herói desde cedo. Lidando com as tensões e seu relacionamento conturbado com o Arqueiro Verde, ele enfrenta lutas da qual nem mesmo Dick pode ajudá-lo.

PUBLICIDADE

Talvez se Asa Noturna pudesse ter lido com mais precisão a situação aqui ou as dezenas de vezes que Roy secretamente gritou por ajuda antes de sua queda, ele poderia ter sido capaz de dar a Roy o apoio extra de que precisava, tornando-se uma das poucas situações que Batman não preparou Dick.

O que chama a atenção é que, apesar de sua disciplina, Batman tem sérias dificuldades em seus relacionamentos. Ele frequentemente recusa confiar em aliados, negligencia a comunicação eficaz e tem problemas para compreender as emoções das pessoas, a menos que esteja tentando capturá-las.

Essa mentalidade afetou Dick quando jovem, impedindo-o de se tornar completamente o Asa Noturna. Mais tarde, ao assumir seu próprio papel heróico após deixar de ser o Robin, ele precisou preencher as lacunas em seu treinamento, o que felizmente fez com muito sucesso.

E embora Batman ainda tenha um longo caminho a percorrer antes de se tornar o cara gentil que algumas pessoas desejam que ele seja, Asa Noturna abraçou a empatia e a compaixão que lhe faltavam em sua juventude, tornando-o um verdadeiro líder com quem os heróis da DC podem contar.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC e saiba tudo sobre os quadrinhos DCnautas.

Logo abaixo, assista a um vídeo do nosso canal no YouTube, a LegadoTV – se inscreva clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020-2023 Legado da DC, uma empresa da Legado Enterprises.
Developed By Old SchooL