PUBLICIDADE

Coringa 2 pode apresentar a melhor ajudante do vilão (não é a Arlequina)

Com Todd Phillips e Joaquin Phoenix fazendo Coringa 2, o longa poderia apresentar a melhor ajudante do vilão, e não, não é a Arlequina.

PUBLICIDADE

Após o sucesso crítico e financeiro de Coringa (2019), muitos fãs da DC Comics queriam que o diretor Todd Phillips e a estrela Joaquin Phoenix fizessem uma sequência dessa história do Príncipe Palhaço do Crime e suas ações criminosas em Gotham City.

LEIA MAIS!

Por muito tempo, a dupla fez parecer que eles estavam interessados em outro filme, mas que uma sequência tradicional simplesmente não era o estilo deles. Bem, depois de um pouco de especulação, finalmente foi confirmado que Coringa 2 está em desenvolvimento.

PUBLICIDADE

Curiosamente, dado o significado do título, Joker: Folie à Deux, o longa é o lugar perfeito para apresentar a melhor ajudante do Coringa. Claro, muitos vão pensar que se trata da Arlequina, mas esta não é outra senão a Punchline, também conhecida como Alexis Kaye.

A Arlequina é realmente muito divertida, mas seu estilo maluco simplesmente não se encaixa nesse universo sujo e fundamentado. Na verdade, Margot Robbie já tem esse canto reservado no Universo Estendido da DC, ajudando o Esquadrão Suicida e as Aves de Rapina.

Punchline; Joker; Coringa 2; Arlequina; DC Comics

E mesmo que a DC Comics quisesse trabalhar em uma nova versão da vilã, ela não é a mais adequada para essa história. Harley Quinn é uma ajudante e uma marionete lutando para resistir e se libertar. Punchline, por outro lado, embora tenha sido subjugada até certo ponto, ela ainda é mais uma arma com personalidade e autonomia. 

PUBLICIDADE

Nos quadrinhos, ela desempenhou um papel importante na Guerra do Coringa, supervisionando a queima de Gotham enquanto cutucava o Coringa para causar mais caos. Assim, seu amor pela anarquia combina com os tumultos que ocorreram no primeiro filme e com as pessoas que olharam para o Coringa como um símbolo. 

A sequência pode apresentá-la aproveitando suas habilidades dos quadrinhos, não apenas na construção de bombas, mas também no uso das mídias sociais para envolver a Geração Z, aumentando o exército do Coringa. Afinal, a Arlequina nunca ligou para o crescimento de um movimento em massa como esse.

Diferente da Punchline, especialmente porque ela tem um ego que precisa ser saciado. Isso pode criar conflito com Arthur Fleck, que era ansioso e introvertido, possivelmente percebendo que desencadeou um monstro com esta parceira – alguém que prefere que a sociedade se exploda ao invés de tentar reconstruir da maneira como Arthur a imaginou.

PUBLICIDADE
Isso se conecta ao título como “folie à deux”, que significa delírios compartilhados por dois. Em vez de participar e ser uma ferramenta, Punchline poderia sequestrar a legião, atuando como um Coringa ainda mais sombrio e virar o movimento contra Arthur – tornando-se uma história de dois vilões com personalidades diferentes. 

Isso se encaixaria no que ela acabou fazendo nos quadrinhos e forneceria a ameaça que ele não viu chegando, o que acabaria por constituir a piada mais cruel possível sobre o palhaço. Mas e você, o que espera de Coringa 2? Não esqueça de comentar em nosso grupo do Telegram!

Acompanhe o Legado da DC e fique por dentro das produções DCnautas.

Créditos:CBR

Escute o Podcast do Legado:

PUBLICIDADE
Diego Henrique

Diego Henrique

“Nunca se comprometa, nem mesmo diante do armageddon.”

LEIA TAMBÉM: