Coringa como um deus grego não é tão poderoso quanto os fãs imaginam

Os fãs podem esperar que o Coringa tenha um grande poder quando possuído por um deus, mas o resultado real não é o poder supremo - é a dor de cabeça definitiva.

Coringa como um deus grego não é tão poderoso quanto os fãs imaginam

A DC Comics adora encontrar novas maneiras de brincar com o Coringa, dando a ele novas interpretações e combinações estranhas. Mulher-Maravilha #164 começou o encontro do Príncipe Palhaço do Crime...

 Coringa como um deus grego não é tão poderoso quanto os fãs imaginam
Imagem: Reprodução | Divulgação
Publicidade

Publicidade
A DC Comics adora encontrar novas maneiras de brincar com o Coringa, dando a ele novas interpretações e combinações estranhas. Mulher-Maravilha #164 começou o encontro do Príncipe Palhaço do Crime com deuses gregos, levando-o a ser possuído.

 

 LEIA MAIS!

 

Publicidade
Embora isso possa dar ao vilão icônico um grande poder, isso realmente lhe dá uma espécie de dor de cabeça. Coringa é conhecido por causar estragos em Gotham com esquemas selvagens. De peixes infundidos com a Fórmula do Coringa a espancamentos com pés de cabra, esse vilão enlouquece, deixando grandes bagunças para o Batman limpar.

Embora Coringa seja conhecido por fazer acordos e ter parcerias com vários outros vilões, ele pode trabalhar melhor sozinho. Isso parece ser verdade quando um deus grego assume seu corpo com alguns resultados não tão impressionantes.

“Deuses de Gotham”, começando em Mulher-Maravilha #164, tem a equipe criativa formada por Phil Jimenez, JM DeMatteis, Andy Lanning, Pam Rambo, Cam Smith, Jamison e Comicraft. Este enredo de quatro partes de 2001 é uma união entre Mulher-Maravilha e Batman, pois três dos principais vilões de Gotham são possuídos pelos filhos de Ares: Phobos, Deimos e Eris.

Publicidade

Enquanto a possessão do Coringa por Deimos o deixa com uma aparência bastante perversa, ele não é tanto assustador quanto os fãs podem esperar. Esse visual de Medusa pode ser assustador, mas Deimos não é realmente bom em criar uma relação simbiótica com seu hospedeiro.

Em vez de ser capaz de fazer uma parceria eficaz com o deus do terror, o Coringa quer seguir seu próprio caminho com seu poder recém-descoberto. Esse emparelhamento deve permitir que o icônico vilão de Gotham literalmente aterrorize a cidade e a deixe de joelhos a seus pés.

Publicidade

Ele deve ser capaz de usurpar as táticas do Espantalho e utilizá-las muito melhor, considerando que Deimos é filho de Ares, o deus da guerra. No entanto, o deus não percebeu que seus objetivos e os do Coringa não se alinham exatamente.

Os dois acabam brigando mais do que ajudando um ao outro, tornando não surpreendente que o plano desse trio de divindades finalmente falhe. O Coringa não compartilha poder com ninguém e possuí-lo não é tão fácil quanto um deus pode pensar. A insanidade do Coringa é o que lhe permite ter uma vantagem sobre Deimos.

Quando Phobos pede a seu irmão que mantenha o controle, este palhaço se recusa a deixar seu corpo ser controlado. Batman até ajuda a luta do Coringa por seu próprio corpo, colocando os dois um contra o outro, colocando-os em uma luta separada que não requer luta adicional ou a atenção do Batman, Mulher-Maravilha ou seus aliados.

Publicidade

Deimos logo descobre que a insanidade do Coringa o infecta, provando que, à sua maneira, a loucura é seu próprio superpoder. Isso também revela que esse vilão icônico é demais para muitas entidades no Universo DC lidarem. O Coringa nunca vai lutar quando se trata de ter o controle, então mesmo as divindades que tentam a posse se tornam uma grande dor de cabeça com a qual ele tem que lidar.

Nem mesmo a promessa de alterar os poderes de Gotham pode convencer o Coringa a sentar no banco de trás dentro de seu próprio corpo. Embora essa parceria possa ter sido um momento incrível para o Coringa, acaba sendo uma luta entre egos que nunca seriam compatíveis.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Não esqueça de comentar em nosso grupo do Telegram!

Publicidade

Acompanhe o Legado da DC e saiba tudo sobre os quadrinhos DCnautas.

Créditos: Screenrant

Escute o Podcast do Legado:

Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.