Mais brigas? James Gunn responde acusação de Ray Fisher

A nova mente por trás do Universo DC, James Gunn, esclarece a confusão do tweet deletado após os comentários do ator Ray Fisher.

Mais brigas? James Gunn responde acusação de Ray Fisher

A nova mente por trás do Universo DC, James Gunn, esclarece a confusão do tweet deletado após os comentários do ator Ray Fisher.

Mais brigas? James Gunn responde acusação de Ray Fisher
OUTRA CONFUSÃO
Imagem: Reprodução | Divulgação
PUBLICIDADE

O diretor James Gunn esclareceu uma confusão sobre um tweet deletado depois que o ator Ray Fisher comentou sobre as declarações perdidas do co-chefe do DC Studios. Dizer que há uma falta de planejamento com o DCU há anos é um grande eufemismo (Via: Screen Rant).




PUBLICIDADE



Antes do lançamento do DC Studios, a Warner Bros. Discovery enfrentava vários dramas de bastidores com várias propriedades do Universo DC. O primeiro filme da Liga da Justiça, lançado em 2017, se tornou uma produção polêmica após várias alegações contra Joss Whedon e ex-executivos do estúdio.

Fisher, que estrelou como Cyborg no filme e seu corte alternativo, Liga da Justiça de Zack Snyder, foi uma das estrelas mais notórias a falar sobre o ambiente tóxico que ele teve que enfrentar no set. O DCU agora está avançando com Gunn e Peter Safran administrando o DC Studios juntos.

PUBLICIDADE

No entanto, Ray Fisher comentou recentemente no Twitter sobre alguns tweets deletados de Gunn sobre as controvérsias da produção. Não demorou muito para Gunn dar uma resposta, pois ele afirmou a Fisher que seus tweets são excluídos automaticamente após alguns meses, devido a um recurso do Twitter.

Fisher ainda não respondeu à resposta de Gunn. O tweet inicial de Fisher vem logo após a notícia de que um filme do Superman está em andamento, que não contará com o Homem de Aço de Henry Cavill. Gunn está escrevendo o roteiro do reboot, que se concentrará em um jovem Clark Kent e seus primeiros dias em Metrópolis.

PUBLICIDADE

Mulher-Maravilha 3 com Gal Gadot também não está em andamento, já que o status da estrela no DCU permanece incerto. A franquia do Aquaman de Jason Momoa supostamente não seguirá em frente depois que Aquaman e o Reino Perdido chegar aos cinemas em 2023.

Enquanto Ben Affleck está de olho em dirigir algum filme futuro do DCU, seu tempo como Batman aparentemente acabará depois de The Flash. O que resta saber é se Gunn trará de volta o Cyborg de Fisher, que não aparece desde Liga da Justiça de Zack Snyder.

PUBLICIDADE

Com o DCU aparentemente caminhando para um reboot completo, o status de Cyborg como um dos heróis remanescentes da Liga da Justiça é desconhecido. Dada a rivalidade entre Warner Bros. e Fisher, mesmo que Gunn quisesse trazê-lo de volta, talvez não dependesse dele.

Fisher afirmou várias vezes que não voltará à franquia até que o estúdio se desculpe por seus erros e, por causa disso, as chances de seu retorno parecem quase nulas. No final das contas, perder o Cyborg de Fisher é algo lamentável, especialmente porque ele foi um dos personagens principais do corte de Snyder.

Ainda não se sabe se Fisher e Gunn irão colaborar juntos, apesar do passado. Cyborg pode nem fazer parte do futuro do DCU, já que os planos de James Gunn e Peter Safran ainda estão em andamento. Por enquanto, o mundo terá que esperar pacientemente para ver o que acontecerá com o DCU em 2023.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC e saiba mais sobre os quadrinhos DCnautas.


Você Comentou Este Artigo
  1. Carlos Andrade disse:

    Já passou da hora de alguém responsável dar um sacode no Universo DC e Marvel.
    Esse disse-me-disse de executivos autoritários que leva a saída das grandes estrelas (atores e atrizes) pode acabar matando a galinha dos ovos de ouro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020-2023 Legado da DC, uma empresa da Legado Enterprises.
Developed By Old SchooL