Na Psicose do Ventríloquo: Assista ao premiado filme brasileiro do Batman

Com o enredo mais autoral entre os filmes do herói, 'Batman: Na psicose do Ventríloquo' é a primeira produção 100% nacional do Homem-Morcego.

PUBLICIDADE

Sendo um dos personagens mais fascinantes dos quadrinhos, Batman ganhou diversos filmes ao longo de sua história. O Cavaleiro das Trevas cativou o público com uma série de filmes live-action e uma incontável coleção de longas-metragens animados. Mas a presença do Batman não rende ótimas histórias apenas em ‘‘conteúdos oficiais’’.

Em 2014, um brasileiro colocou no mercado independente uma narrativa completamente distinta para o Homem-Morcego, com o lançamento do fan film Um conto de Batman: Na psicose do Ventríloquo. O diretor Elvis delBagno quis criar uma produção que tivesse o super-herói como protagonista, mas de um jeito que o público nunca tivesse visto. Assista ao filme completo abaixo:

O filme é o primeiro longa-metragem feito por fãs sobre o Batman – uma vez que já existem produções no formato de curtas, mas nenhuma em longa. Ele serve como um filme mais introspectivo e intimista, sem grandes explosões ou cenas de ação, conforme vemos o Cavaleiro das Trevas em uma série de questionamentos pessoais, e lutando para deter o boneco de um famoso criminoso das HQs.

PUBLICIDADE

O Filme custou cerca de R$ 80.000,00 e levou quatro anos para ser concluído. Porém, a produção robusta, a fotografia marcante e o enredo denso não deixam dúvidas quanto à qualidade e importância do filme na carreira do diretor. Na obra, Batman, que é vivido pelo ator Lorenzo Martin, investiga uma fábrica suspeita de alterar medicamentos enviados ao asilo Arkham.

Com conselhos do mordomo Alfred (Amaral Andrade) e com o desenrolar da investigação, ele descobre que a operação tem o Ventríloquo (Caetano Martins) e seu boneco Scarface (Anderson Haag) como mandantes e ele decide os enfrentar. Além do Ventríloquo, o longa tem participações especiais do Chapeleiro Louco e da Arlequina. A produção tem uma pegada noir e um ritmo bem mais lento do que as obras de heróis blockbusters.

Em suma, Batman é uma obra extremamente autoral do Cavaleiro das Trevas, que prioriza às histórias dos personagens ao invés das características “hollywoodianas” presentes em seus filmes oficiais. Sua narrativa é lenta, por vezes, sem falas e funciona como uma analogia à sociedade brasileira moderna aliada ao estudo profundo do Ser Humano.

PUBLICIDADE

SINOPSE: “Batman descobre uma conspiração na alteração de medicamentos para o Asilo Arkham, a clínica mais antiga de doentes mentais, psicopatas e assassinos da cidade. As drogas estão sendo alteradas no deposito das indústrias Wayne. E é nesse deposito que se aprofundamos em um estudo comportamental, psicológico e social de personagens que não queriam mas caíram na vida do crime. Um relato sobre a vida Brasileira visto pelos olhos da cultura pop.”

O longa também disponível na Amazon Prime Video, uma das maiores plataformas de streaming do mundo, assim como a Netflix. Mas e você, conhecia a produção tupiniquim do Batman? Não esqueça de comentar em nossas redes sociais!

[Créditos: Quarentena Nerd]

PUBLICIDADE

Fique por dentro do Legado da DC e saiba tudo sobre o universo DCnauta.

LEIA MAIS!

PUBLICIDADE

Sair da versão mobile