A Piada Mortal: Coringa atira em Barbara Gordon em série; assista a cena

Na HQ 'A Piada Mortal', Coringa atira em Barbara Gordon, deixando-a paraplégica. A fatídica cena foi adaptada em uma série de TV da DC.

A Piada Mortal: Coringa atira em Barbara Gordon em série; assista a cena

Se você pedir a um fã para ranquear as melhores histórias do Batman de todos os tempos, há grandes chances de que a HQ A Piada Mortal esteja no...

 A Piada Mortal: Coringa atira em Barbara Gordon em série; assista a cena
Publicidade

Publicidade

Se você pedir a um fã para ranquear as melhores histórias do Batman de todos os tempos, há grandes chances de que a HQ A Piada Mortal esteja no pódio. No desenvolvimento da obra, o roteirista Alan Moore pediu permissão ao editorial da DC para aleijar Barbara Gordon/Batgirl – a filha do Comissário que, na época, já contava quase 20 anos como Batgirl.

 

    LEIA MAIS!

 

Publicidade

O editor Len Wein respondeu (segundo palavras de Moore): “Pode aleijar a vaca!”. A ideia inicial era que Piada não valesse na continuidade, mas a DC resolveu adotá-la como história canônica – sendo Barbara a principal afetada. Na HQ, o Coringa tem como objetivo comprovar uma tese para si mesmo e para o Batman: tudo que basta para um homem ficar completamente louco é um dia ruim, não importa o quão bom como pessoa ele seja.

Para tal, o palhaço faz de tudo para dar ao comissário Jim Gordon o pior dia da vida dele. Sequestra o policial, atira em Barbara Gordon, deixando-a paraplégica, e ainda força Jim Gordon a ver fotos da filha (tiradas pelo próprio Coringa) agonizando após o tiro.

Anos depois, os roteiristas John Ostrander e Kim Yale, que não gostaram da obra de Moore, decidiram repaginar o destino de Barbara Gordon. Surge uma ”nova personagem”, a hacker Oráculo, que ajudava à distância os heróis e tinha sua identidade completamente desconhecida.

Publicidade

Dois anos depois, Oráculo revelou-se Barbara Gordon. A nova identidade hacker da personagem foi integrada à mitologia do Batman e foi central em várias histórias da DC. No entando, poucos sabem que a famosa cena da HQ já foi adaptada em formato live-action.

O Príncipe Palhaço do Crime fez uma aparição incomum na série de TV Birds of Prey (Mulher-Gato no Brasil). Em um flashback que recria a cena chocante de A Piada Mortal, Coringa dispara um tiro na coluna de Barbara Gordon, deixando-a paraplégica e estabelecendo seu papel como Oráculo no show. Veja a cena:

Publicidade

Interpretado fisicamente pelo ator Roger Stoneburner, a voz do personagem foi fornecida por Mark Hamill mais uma vez. No entanto, Birds of Prey, embora tenha seus momentos e seja um conceito divertido para a TV, não é a melhor coisa a que o ator de Luke Skywalker vinculou seu nome.

Na série de TV Birds of Prey Mark Hamill fez a voz do Coringa, mas Roger Stoneburner o retratou (Mark Hamill foi o único dos dois atores que recebeu o crédito). O vilão foi visto apenas brevemente em um flashback batendo na porta de Barbara, atirando nela e deixando-a aleijada. Na cena, ao contrário da HQ, Coringa sabia claramente que Barbara Gordon era a Batgirl quando ele cometeu o crime.

Publicidade

Na história do programa, Coringa e Batman travaram uma guerra noturna em Gotham City por muitos anos. Até que em uma noite, Batman finalmente conseguiu derrotá-lo e o Palhaço foi levado pela polícia. Ele então escapou mais uma vez e atirou em Batgirl durante sua ânsia por vingança. Coringa foi mais tarde encarcerado longe de Gotham, a fim de manter a cidade segura de sua carnificina.

Embora o Coringa nunca mais tenha sido visto, ele deixou um legado terrível que chegou a motivar sua ex-cúmplice, Harley Quinn, a assumir o controle da criminalidade. Não ficou claro o que aconteceu com o Coringa depois, embora fosse evidente que ele nunca mais teve a oportunidade de aterrorizar Gotham novamente.

Publicidade

Mas e você, assistia a série das Aves de Rapina quando passava no SBT? Gostou da referência ao clássico A Piada Mortal? Deixe suas opiniões em nossas redes sociais.

Acompanhe o Legado da DC e não perca nada sobre o Universo da DCnauta.

Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.