Conheça a origem nas HQs do Adão Negro

Atualmente nos cinemas, o Adão Negro tem uma história rica e variada nas histórias em quadrinhos da DC. Saiba tudo sobre o personagem aqui!

Conheça a origem nas HQs do Adão Negro

Atualmente nos cinemas, o Adão Negro tem uma história rica e variada nas histórias em quadrinhos da DC. Saiba tudo sobre o personagem aqui!

Conheça a origem nas HQs do Adão Negro
HERÓI, ANTI-HERÓI OU VILÃO?
Imagem: Reprodução | Divulgação
PUBLICIDADE


O mais novo longa da DC, Adão Negro, é focado em um dos anti-heróis mais emblemáticos do DCU. Originalmente um vilão, ele evoluiu ao longo dos anos e hoje é considerado um dos personagens mais complexos das HQs DCnautas, bem mais do que a versão que aparece nas telas.

Vem saber tudo sobre o Adão Negro dos quadrinhos nessa matéria especial do Legado da DC!

PUBLICIDADE



Qual a origem do Adão Negro?

A primeira aparição de Adão Negro na Era de Ouro das histórias em quadrinhos

Adão Negro foi criado por Otto Binder, Bill Parker e C.C. Beck e apareceu pela primeira vez em The Marvel Family #1, de 1945. Publicado pela editora Fawcett Comics, que na época era concorrente da que hoje conhecemos como DC Comics, ele foi um vilão a ser combatido pela Família Marvel (que não tem nada a ver com a editora Marvel).


Na trama da HQ, há quatro ou cinco mil anos atrás, no Egito Antigo, o poderoso mago Shazam escolheu o mortal Teth-Adam para ser seu campeão e se tornar o Mortal Mais Poderoso da Terra. Infelizmente, Adam usou seus poderes para o mal, derrubou o faraó e começou uma campanha para dominar o mundo. Sem opções, Shazam o exilou na estrela mais distante do universo.

Assim, o vilão passou cinco mil anos a caminho de voltar para seu mundo natal, chegando na Terra de 1945, na qual Shazam já havia escolhido novos campeões: o Capitão Marvel e sua família. Apesar de seu poder se igualar aos dos heróis, ele acabou derrotado após ser enganado e falar a palavra Shazam, que lhe retira seus poderes. Transformado em humano novamente, Adam envelhece rapidamente, transformando-se em um esqueleto.


E esse foi o fim do personagem na Fawcett Comics… Até que, anos mais tarde, os personagens da editora foram adquiridos pela DC Comics e integrados ao DCU.

Três décadas após sua primeira aparição, Adão Negro foi ressuscitado por Doutor Sivana em Shazam! #28. Ele se juntou à sociedade de vilões do Capitão Marvel e enfrentou o herói muitas vezes depois disso. Na famosa saga Crise nas Infinitas Terras, Adão atacou a Terra Quatro e só foi parado ao ser transformado em um cristal sólido.


Pós-Crise

Adão Negro na HQ The Powers of Shazam

Em 1994, Adão Negro foi reintroduzido no DCU na HQ The Powers of Shazam!, escrita por Jerry Ordway.

A trama traz nada menos que dois Adão Negros. O primeiro era Teth-Adam, o filho do faraó no Egito Antigo, um homem bom e decente que recebe de seu pai a missão de governar a província de Kahndaq. Tal como nas HQs da Era de Ouro, o mago Shazam escolhe Teth como seu novo campeão, porém ele é corrompido pela demoníaca Lady Blaze, que o seduz e o leva a querer dominar o mundo. Sem escolha, o mago tira os poderes de Teth-Adam e os armazena em um antigo escaravelho.

Milênios mais tarde, somos apresentados a seu descendente Theo Adam, um arqueólogo que trabalha escavando as tumbas do faraó Ramsés II junto a C.C. e Marilyn Batson – os pais do futuro herói Billy Batson. Theo, porém, descobre o escaravelho e assassina o casal Batson para ter os poderes de Adão Negro, deixando Billy órfão.

Assim, ele se torna um poderoso vilão, que é confrontado pelo Capitão Marvel ao longo da série de HQs. Entretanto, inesperadamente ele tem sua personalidade dividida entre o Adão Negro do Antigo Egito e o Theo Adam do presente, o que permite que o primeiro embarque num caminho de redenção.

Ainda que sujeito à influência assassina de Theo, Adão decide se juntar à Sociedade da Justiça da América para, dessa vez, atuar como herói.

Adão Negro na SJA e Terceira Guerra Mundial

Adão Negro enfrenta os heróis do planeta na saga dos quadrinhos Terceira Guerra Mundial

Durante as fases de Geoff Johns e David S. Goyer à frente da SJA, a origem de Adão Negro foi reformulada. Agora, sua corrupção estava ligada ao maligno feiticeiro egípcio Akh-Ton, que, numa tentativa de dominar o Egito e Kahndaq, acaba assassinando a primeira esposa e filho de Teth-Adam.

Tomado pela ira, Adão Negro mata Akh-Ton e decide implantar seu brutal método de justiça para criar paz, até que o mago Shazam mais uma vez retira seus poderes.

Milênios mais tarde, após se cansar da SJA, Adão Negro abandona a equipe para reconquistar Kahndaq, mais uma vez com métodos extremos.

Durante o evento 52, em meados dos anos 2000, Adão Negro se apaixona pela combatente pela liberdade egípcia Adrianna Tomaz, cujo amuleto de Ísis lhe dá poderes sobre as forças da natureza. Sob sua influência, Adão se torna um personagem menos raivoso e arrogante e mais simpático.

Porém, após a morte de Adrianna, ele mais uma vez embarca numa jornada de vingança, declarando guerra contra o resto do mundo – resultando no evento conhecido como Terceira Guerra Mundial. Destruindo cidades, monumentos históricos e assassinando muitas pessoas inocentes, ele só é parado graças ao esforço coletivo de todos os heróis do planeta, em especial do Caçador de Marte, Poderosa, o Lanterna Verde Alan Scott e Esmaga-Átomo, bem como o Capitão Marvel, que altera sua palavra mágica de Shazam para uma desconhecida.

Enfraquecido, Teth-Adam é condenado a vagar pelo planeta, perdido em tentativas fúteis de adivinhar qual a nova palavra que lhe daria os poderes de volta.

Os Novos 52 e presente

Adão Negro dos quadrinhos dos Novos 52 da DC Comics

Durante o reboot de todo o universo DC conhecido como Os Novos 52, a origem do Adão Negro foi revisada mais uma vez, ainda que novamente escrita por Geoff Johns. Neste retcon, não é Teth-Adam o escolhido pelo mago para receber seus poderes, mas sim seu sobrinho Aman.

Julgando que Aman não estava pronto para fazer o necessário por seu povo, Adão o sacrificou para ganhar os poderes de Shazam. Mais uma vez, ele governou Kandhaq com mão de ferro até ser aprisionado pelo mago.

No presente, a tumba de Adão foi descoberta pelo Doutor Thaddeus Sivana, que liberta o vilão nos dias atuais. Mais uma vez, cabe a Billy Batson derrotá-lo – o herói antes conhecido como Capitão Marvel e agora como Shazam lhe faz dizer a palavra secreta por engano, de modo que Adão perde os poderes e mais uma vez envelhece até virar pó.

Suas cinzas são espalhadas pelo deserto de Kahndaq, porém são reunidas pouco depois por um grupo de rebeldes que desejam ressuscitá-lo para que governe o país. Graças a um feitiço de Adrianna Tomaz, Adão Negro volta à vida e, com os poderes dos deuses egípcios, mais uma vez se torna o governante e líder de Kahndaq.

Desde então, Adão teve participações marcantes em sagas como Vilania Eterna e O Relógio do Juízo Final. As diversas mudanças na DC a partir da era Renascimento fizeram com que sua origem e história pré-Novos 52 fosse transformada mais uma vez em canônica.

Na mais recente fase da DC, conhecida como Infinite Frontier, ele até chegou a se juntar à Liga da Justiça, num esforço da empresa para promover o personagem e seu filme. Ele até mesmo mudou sua alcunha para The Mighty Adam (ou O Poderoso Adão, em tradução livre).

Porém, após a Liga ser derrotada e morta no prólogo da saga Dark Crisis, Adão consegue escapar do massacre e lamenta não ter morrido, pois isso lhe faria ser reunido com Adrianna novamente.

Atualmente, ele ganhou um título solo, que tem roteiros de Christopher Priest e desenhos de Rafa Sandoval.

Qual outro personagem da DC você quer conhecer mais sobre sua trajetória nos quadrinhos? Deixe nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC e saiba tudo sobre as produções DCnautas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020-2023 Legado da DC, uma empresa da Legado Enterprises.
Developed By Old SchooL