O papel de Pattinson como Batman foi secretamente preparado por Crepúsculo o tempo todo

Robert Pattinson deu uma das melhores performances para o Batman nos cinemas, e isso pode ser devido ao seu trabalho como Edward Cullen.

O papel de Pattinson como Batman foi secretamente preparado por Crepúsculo o tempo todo

O papel que definiu a carreira de Robert Pattinson em The Batman foi realmente preparado por Crepúsculo o tempo todo. Uma vez que foi anunciado que Ben Affleck não apareceria em...

 O papel de Pattinson como Batman foi secretamente preparado por Crepúsculo o tempo todo
Imagem: Reprodução | Divulgação
Publicidade

Publicidade

O papel que definiu a carreira de Robert Pattinson em The Batman foi realmente preparado por Crepúsculo o tempo todo. Uma vez que foi anunciado que Ben Affleck não apareceria em seu próprio filme solo do Batman, o papel foi reformulado para Pattinson.

 

   LEIA MAIS!

 

Publicidade

Conhecido por seus intensos filmes indie e por seu papel polarizador como o vampiro protagonista da saga Crepúsculo, sua escolha para viver o Batman foi bastante divisiva. No entanto, Crepúsculo, sem dúvida, o preparou para ser um dos melhores Cavaleiro das Trevas de todos os tempos.

Matt Reeves afirmou que Pattinson já estava em sua mente ainda no processo de escrita, essencialmente fornecendo o papel a ele antes mesmo de ser convidado a fazer The Batman. Escolher o Batman não é uma tarefa fácil, e sempre se espera fortes reações, mas os críticos extraíram evidências diretamente do papel de Pattinson como Edward em Crepúsculo

Lançado em 2008, baseado no livro de mesmo nome, Crepúsculo foi um recomeço cultural para Hollywood. Foi imediatamente visado devido ao fato de seu público ser predominantemente de adolescentes, portanto, foi visto como tendo pouco valor. 

Publicidade

Batman, no entanto – e filmes de super-heróis em geral – tem sido historicamente direcionado aos homens, e não teve que combater os mesmos preconceitos sociais que Crepúsculo enfrentou. No entanto, foi o papel de Pattinson como o popular vampiro Edward que o tornou perfeito para o Bruce Wayne de Reeves.

No nível superficial, ambos os personagens são solitários ricos com bússolas morais decentes (Batman não usa armas e evita matar, e Edward só bebe o sangue de animais, não de humanos), mas após uma inspeção mais profunda, fica claro como Edward influenciou a visão de Robert Pattinson para o Homem Morcego. 

Tanto Edward Cullen quanto Bruce Wayne se espelham no mesmo estilo retraído, e cada um deles tem fardos quase intoleráveis ​​que os fizeram ficar introspectivos. A natureza reclusa intencional de Bruce e Edward sugere o conflito interno com o qual ambos estão lutando por dentro, e como Robert aperfeiçoou isso em Crepúsculo, certamente ajudou seu desempenho em The Batman.

Publicidade

Mais do que sua natureza retraída, os dois compartilham mais semelhanças no raciocínio de seus estilos de vida reclusos, pois ambos odeiam quem são e o que representam. Por exemplo, Edward Cullen é grato por ter sido mantido vivo por Carlisle (provavelmente por causa de sua própria história sombria) depois que contraiu a mortal gripe espanhola aos 17 anos e esteve perto da morte, mas ainda se vê como um monstro. 

Como resultado, ele é um solitário e difícil de lidar, e não chegou a um acordo com sua condição nos 100 anos desde que foi transformado. Mesmo quando ele cede e finalmente decide ficar com Bella, ele carrega o fardo de colocá-la em perigo direto.

Publicidade

Como resultado, Pattinson desenvolveu essa maneira silenciosa de falar com Edward, fazendo mais observações do que falando, e exibindo seu conflito interior através de uma linguagem corporal tensa e tímida. Tudo isso pode ser visto também com o seu Bruce Wayne.

Bruce se esconde, se atormentando psicologicamente por causa do que ele é, e é visto por Gotham como um eremita estranho – de uma maneira semelhante a como Forks sussurra sobre os Cullen. Suas jornadas como heróis também são comparáveis. 

O vigilantismo do Batman começou com o desejo de manter Gotham segura, mas logo azedou quando ele se tornou um símbolo de medo e viu que o pior de Gotham estava usando seu vigilantismo para agir de acordo com suas próprias ideias de justiça, como o Charada

Publicidade

Bruce carrega esse peso insuportável com ele e é torturado por isso, incapaz de se ver como um verdadeiro herói. Os sentimentos de Edward Cullen sobre si mesmo e seus instintos assassinos também o impedem de se glorificar, mesmo sendo moralmente um dos melhores de todos os covens em Crepúsculo.

Eles são os heróis de suas histórias, mas eles se veem como o vilão, e Pattinson é capaz de levar essa ideia adiante em The Batman devido ao seu trabalho semelhante em Crepúsculo. The Batman gira em torno do retrato de Pattinson do Cavaleiro das Trevas e, portanto, faz sentido extrair as semelhanças entre Bruce e Edward para fazer com que esta versão do icônico super-herói da DC Comics pareça única. 

Edward Cullen foi o primeiro grande papel de Pattinson em Hollywood, e o colocou no mapa – mas também foi recebido com imensas críticas, que por sua vez atormentaram a recepção de sua escolha como Batman, apesar dos personagens terem tantas semelhanças. 

Publicidade

Os livros de Crepúsculo até mostram Bella se referindo a Cullen como Bruce Wayne depois que Edward a salva de um carro derrapando, mostrando que os dois são considerados semelhantes, mesmo no universo Crepúsculo. Robert Pattinson, sem dúvida, levou um pouco do que aprendeu ao interpretar Edward Cullen para The Batman, e isso o tornou um dos melhores a assumir o manto.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Não esqueça de comentar em nosso grupo do Telegram

Continue acompanhando o Legado da DC e saiba tudo sobre as produções DCnautas.

Publicidade
Créditos: Screenrant
Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.