The Batman: Cena deletada revelou como o Coringa irá escapar; confira

Depois da cena deletada do Coringa em The Batman ter sido liberada, os fãs observaram um pequeno detalhe que torna sua fuga possível.

PUBLICIDADE

Como se The Batman precisasse fazer mais para animar os fãs, o lançamento de uma cena com o Coringa de Barry Keoghan criou um grande impacto entre os fiéis da DC Comics. De repente, um personagem que parecia exagerado, na melhor das hipóteses, ganhou vida de novo, feito sob medida para a versão da Gotham City de Matt Reeves.

 

  LEIA MAIS!

 

Uma sequência com o Príncipe Palhaço do Crime tornou-se muito desejável rapidamente, apesar da colossal coleção de memoráveis ​​​​performances do Coringa que vieram antes da versão de Keoghan. Como se vê, a cena contém um pequeno detalhe que pode tornar isso possível.

PUBLICIDADE

Os fãs já perceberam e, embora possa ser simplesmente um erro de continuidade, o detalhe pode ser grande demais para ser ignorado. O melhor de tudo é que o próprio Batman pode ter ajudado o Coringa a fazer isso. A cena em si evoca deliberadamente O Silêncio dos Inocentes, que pode ser uma referência direta.

Batman procura o Coringa no Arkham, pedindo sua perspectiva sobre os assassinatos do Charada. O vilão responde, mas não antes de tentar descobrir detalhes da própria composição psicológica do Cavaleiro das Trevas. Ele também expressa uma conexão distorcida com o Batman, sugerindo que eles são um casal e que ele até veio ao Arkham “para o aniversário deles”.

A troca deliberadamente ecoa os famosos interrogatórios entre Hannibal Lecter e Clarice Starling, com o Coringa interpretando um monstro educado para um detetive sério. Esse contexto informa o que muito bem pode acontecer a seguir. Batman começa a conversa apresentando um conjunto de arquivos policiais para o Coringa olhar, assim como os arquivos “Buffalo Bill” de Starling em O Silêncio dos Inocentes.

PUBLICIDADE

Quando o Coringa de Keoghan os envia de volta, um clipe de papel está faltando, sugerindo que ele o roubou. O detalhe é pequeno, mas o suficiente para ser um descuido técnico e, como a cena foi excluída do corte final de The Batman, pode ser prontamente descartada.

Deliberado ou não, no entanto, o clipe de papel perdido se liga diretamente à um momento de Silêncio dos Inocentes. No filme mais antigo, Lecter escapa roubando uma caneta esferográfica e, em seguida, usando seu clipe de bolso para abrir o cadeado em seus punhos.

Faz parte de um plano de fuga maior – e engenhoso –, mas a aparente casualidade do item perdido demonstrou o quão perigoso o personagem é. Da mesma forma, o Coringa sempre mostrou a capacidade de escapar do Arkham com facilidade, independentemente do filme específico ou de outra encarnação.

A cena pode explicar ainda mais do que isso. Em O Silêncio dos Inocentes, Hannibal Lecter recebeu a pena de seu inimigo Dr. Chilton: retratado como um idiota arrogante incapaz de seguir sua própria regra para o tratamento do assassino. O filme termina com um Lecter libertado sub-repticiamente seguindo-o para uma casa segura, presumivelmente jantando com seu ex-carcereiro logo depois.

PUBLICIDADE

Aqui, Batman nem tem o luxo de um carcereiro presunçoso para culpar a situação. Ele mesmo deu ao Coringa os meios de sua saída e considerando que The Batman ocorre comparativamente no início da carreira do vigilante, é o tipo de erro que pode assombrá-lo para sempre.

Ele também fornece um trampolim fácil para um acompanhamento. Longe de azedar a perspectiva de mais uma aparição do Sr. C, uma parte dois com o Coringa de repente parece uma perspectiva muito atraente. O fato de ter surgido de um detalhe tão pequeno fala do poder da cena deletada como um todo.

Coisas mais estranhas aconteceram a partir de menos, e considerando a alta posição de The Batman entre os fãs no momento, esse pequeno easter-egg poderia facilmente ser um trampolim para a sequência que todos merecem. Mas e você, quais seus pensamentos sobre o Coringa de Barry Keoghan? Não esqueça de comentar em nosso grupo do Telegram!

Fique por dentro do Legado da DC e saiba tudo sobre as produções DCnautas.

Créditos: CBR
PUBLICIDADE

Sair da versão mobile