Coringa trans? Vilão engravida e irrita alguns fãs da DC Comics

Em nova polêmica, os fãs da DC Comics estão reagindo nas mídias sociais a uma história estrelada por um Coringa grávido.

Coringa trans? Vilão engravida e irrita alguns fãs da DC Comics

Em nova polêmica, os fãs da DC Comics estão reagindo nas mídias sociais a uma história estrelada por um Coringa grávido.

Coringa trans? Vilão engravida e irrita alguns fãs da DC Comics
NOVA POLÊMICA
Imagem: Reprodução | Divulgação
PUBLICIDADE

Os fãs da DC Comics estão reagindo a uma história estrelada por um Coringa grávido. The Joker: The Man Who Stopped Laughing #4 apresenta uma história não canônica, que tem equipe criativa formada por Matthew Rosenberg, Francesco Francavilla e Tom Napolitano.




PUBLICIDADE



Zatanna encontra o Coringa, que rouba toda a água do rio de Gotham. Posteriormente, Coringa afirma que Zatanna e ele formariam um “ótimo casal” enquanto ela magicamente o segura de cabeça para baixo. Em dado momento, o vilão começa a falar sobre como ele espera que seus filhos sejam juntos.

Zatanna empurra seu rosto em uma poça de lama e lança um feitiço para impedí-lo de ser pai. Coringa acorda no dia seguinte e descobre, milagrosamente, que de alguma forma engravidou. É quando Príncipe Palhaço do Crime acaba vomitando uma grande pilha de lama, que rapidamente se torna senciente.

PUBLICIDADE

A lama começa a se transformar em uma versão menor do maior antagonista do Batman, que o Coringa então declara ser “tão bonito”. Embora o feitiço tenha como objetivo impedir o Coringa de procriar, acaba levando-o a engravidar e dar à luz um monstro de lama, a quem ele chama de filho.

Enquanto Zatanna tentava garantir que o Coringa nunca fosse capaz de trazer filhos a este mundo, ela acabou falhando. Ao dizer que “ninguém mais” teria seu bebê, em vez de apenas “ninguém”, ela acidentalmente possibilitou que ele tivesse um filho com ela.

PUBLICIDADE

A história termina com Coringa trazendo sua cria para Zatanna e dizendo a ela que agora eles têm um filho. Com o lançamento de The Joker: The Man Who Stopped Laughing #4, muitos fãs começaram a achar que a DC Comics havia transformado o Coringa em um personagem transexual.

Outros usuários adotaram uma abordagem diferente e apontaram como a história combina com o tom dos quadrinhos mais antigos da Era de Prata. Histórias não canônicas anteriores em The Joker: The Man Who Stopped Laughing também assumiram uma imaginação semelhante.

PUBLICIDADE

A primeira edição da série incluía um conto em que o Coringa tentava desesperadamente conquistar o afeto da Poderosa, por quem ele havia se apaixonado perdidamente. Quando esses esforços falharam, ele voltou sua atenção para Grande Barda na terceira edição.

Como descrito pelo CBR, a segunda edição da minissérie em quadrinhos também inclui um arco no qual o Príncipe Palhaço do Crime finge sua morte para ver como os outros reagem em seu funeral, apenas para ele se revelar ainda vivo e surpreender a todos.

Mas e você, o que acha de tudo isso? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC e saiba tudo sobre os quadrinhos DCnautas.

Escute o LegadoCast:


2 Comentários Sobre o Assunto
  1. Douglas disse:

    DC como sempre só fazendo merda pra agradar uma turminha…tenha dó!

  2. Marcelo Xavier disse:

    Mais uma patifaria da tal da ideologia de gêneros, mais uma tentativa de doutrinação das novas gerações. Lamentável. Eu que já fui leitor assíduo de quadrinhos vejo com tristeza eles terem caído nas mãos de pessoas mal-intencionadas. Para mais detalhes:
    https://amarretadoazarao.blogspot.com/2023/01/coringa-tambem-tem-seu-dia-de-arlequina.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020-2023 Legado da DC, uma empresa da Legado Enterprises.
Developed By Old SchooL