O dia em que Afred se tornou o Coringa em amor ao Batman

Em uma história alternativa da DC, Alfred se transformou no Coringa, criando um vilão para rivalizar com o Batman.

O dia em que Afred se tornou o Coringa em amor ao Batman

Em uma história alternativa da DC, Alfred se transformou no Coringa, criando um vilão para rivalizar com o Batman.

O dia em que Afred se tornou o Coringa em amor ao Batman
ELSEWORLD
Imagem: Reprodução | Divulgação
PUBLICIDADE

O leal mordomo Alfred Pennyworth demonstrou seu profundo afeto pelo Batman ao criar um arqui-inimigo para ele, dando origem à icônica persona do Coringa. Embora possa parecer uma traição extrema contra o Cavaleiro das Trevas, Alfred pode estar, na verdade, prestando um serviço valioso a Bruce Wayne.




PUBLICIDADE



Na DC, várias histórias se desviam do cânone principal. No entanto, uma narrativa alternativa menos conhecida apresenta uma reviravolta impactante que leva os leitores a questionarem suas noções sobre o Batman. Durante o funeral de um Batman morto, seus amigos recordam a vida heroica que ele levou.

Paralelamente, sua galeria de vilões relembra os confrontos que tiveram com o Guardião de Gotham. O arco intitulado “O que aconteceu com o Cruzado Encapuzado?” teve início em Batman #686, com roteiro de Neil Gaiman e arte de Andy Kubert, Scott Williams e Alex Sinclair.

PUBLICIDADE

Nessa história, foi revelado que Alfred foi o responsável por criar a identidade do Coringa para rivalizar com o Batman, estabelecendo-se como seu arqui-inimigo supremo. Essa reviravolta peculiar pode parecer uma traição à primeira vista, mas a motivação por trás das ações de Alfred era genuína e sincera.

Após perceber que os outros inimigos de Bruce Wayne, como o Charada e o Pinguim, não representavam uma ameaça real para ele, Alfred reconheceu a necessidade de um novo mentor do crime surgir e desafiar Bruce. Assumindo a identidade do Coringa, ele aplicou maquiagem de palhaço e vestiu um terno roxo distinto.

PUBLICIDADE

Com um sorriso maníaco, Alfred se transformou de um mordomo discreto em um clichê irônico de um mistério de assassinato. Eventualmente, Batman descobriu a verdade por trás dos acontecimentos, provavelmente suspeitando quando finalmente enfrentou um vilão que representava uma ameaça real.

Essa narrativa redefiniu a história dos quadrinhos do Cavaleiro das Trevas até aquele ponto, uma vez que a revelação invalidou a ameaça representada pelo Coringa. O vilão conhecido por sua motivação caótica foi substituído pelo amigo e zelador mais confiável de Bruce, agindo movido pela compaixão.

PUBLICIDADE

Enquanto as intenções do Coringa para espalhar o caos em Gotham City nunca foram pessoais, o plano de Alfred tinha como base ajudar o Batman a se tornar um herói ainda maior – pelo menos aos seus próprios olhos. Essa reviravolta brinca com a dinâmica icônica entre o Coringa e o Batman.

Isso ocorre porque eles frequentemente se contrapõem como uma força do caos e uma força da ordem. Como destaca o Screen Rant, alguns escritores da DC Comics abordaram seu status de arqui-inimigos como um relacionamento disfuncional, já que são obcecados um pelo outro.

Enquanto o Coringa se diverte aterrorizando Gotham City como uma forma de provocar o Batman, o Cavaleiro das Trevas consegue encontrar prazer na batalha tanto quanto o vilão. Com a revelação de que Alfred estava por trás de tudo desde o início, a dinâmica entre eles realmente faz muito sentido.

Mas e você, o que acha sobre tudo isso? Deixe as suas opiniões nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC e saiba tudo sobre os quadrinhos DCnautas.

Conheça o LegadoTV:

LegadoTV é o nosso canal do YouTube para falar de tudo, seja Marvel, DC, e qualquer conteúdo de cultura pop! Se você curte nosso trabalho aqui no site, não nos deixe de se inscrever no nosso canal clicando aqui. Logo abaixo você confere um vídeo do canal:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020-2023 Legado da DC, uma empresa da Legado Enterprises.
Developed By Old SchooL