Por meio do Multiverso, Batman e Homem-Aranha já se uniram; confira

Por meio do Multiverso, Batman e Homem-Aranha já se uniram; confira

Embora os universos DC e Marvel não façam muitos crossovers hoje em dia, histórias que viram personagens desses dois mundos se encontrarem eram bastante comuns nos anos 90. E...

 Por meio do Multiverso, Batman e Homem-Aranha já se uniram; confira
Publicidade

Publicidade

Embora os universos DC e Marvel não façam muitos crossovers hoje em dia, histórias que viram personagens desses dois mundos se encontrarem eram bastante comuns nos anos 90. E em 1995, Homem-Aranha e Batman: Mentes desordenadas de JM DeMatteis, Mark Bagley, Scott Hanna e Mark Farmer, dois dos vilões mais mortais das editoras, Coringa e o Carnificina, juntaram forças e se tornaram a dupla mais perigosa do mundo.

O crossover apresenta os mundos da Marvel e DC coexistindo naturalmente no mesmo plano. Neste mundo mesclado, Carnificina está sendo trancafiado, como de costume, no Instituto Ravencroft. Cassandra Briar explica que ela tem um novo procedimento radical que pode pôr fim ao vilão para sempre: a implantação de um microchip no cérebro, que o deixaria completamente dócil.

Da mesma forma, a Dra. Briar leva seu microchip para Gotham City e ganha autoridade para implantar o chip no cérebro do Coringa. Dra. Briar acredita que ela fez o impossível: derrotou dois dos homens mais perigosos do planeta. Sua sensação de vitória é interrompida quando o simbionte sai de Cletus Kassady, seu hospedeiro humano, e revela que ele causou um curto-circuito em seu microchip no momento em que foi inserido.

Publicidade

Antes que o Carnificina possa começar um tumulto em Gotham, Batman aparece e ordena que ele pare. Nesse exato momento, o Homem-Aranha também aparece, oferecendo-se para ajudar o Batman a derrubar o vilão. Carnificina ataca os soldados e guardas próximos e escapa ao lado do Coringa. Com o Batman e o Homem-Aranha deixados para trás, Carnificina consegue danificar o microchip instalado no Coringa.

A dupla parece se dar maravilhosamente bem, cada um se deleitando com o amor do outro pelo caos e assassinatos. No entanto, a amizade deles termina tão rapidamente quanto começou, quando eles percebem que têm filosofias diferentes sobre matar. Quando os dois começam a lutar entre si, Batman e o Homem-Aranha encontram os dois.

Publicidade

Carnificina golpeia o Batman e o segura com força, gabando-se de como ele finalmente matará o protetor de Gotham. Mas o Coringa produz um vírus letal que planejava lançar em Gotham e afirma que o usará ali mesmo, matando-se junto com a cidade inteira, simplesmente para garantir que não permita que o Carnificina tenha a satisfação de matar o Batman.

Aproveitando o medo intenso do Carnificina, Batman o derrota. O Homem-Aranha segue o Coringa e tira o vírus dele, acabando com a ameaça que ele representa com um único soco. Homem-Aranha e Batman: Mentes desordenadas é uma HQ curta, mas mostra que seus respectivos protagonistas são bastante semelhantes e diferentes em seus próprios modos.

Carnaficina e o Coringa são igualmente desequilibrados, e a incapacidade de ambos trabalharem juntos não é uma surpresa, já que o Palhaço se torna complicado em se associar a outros vilões. É uma coisa boa, porém, porque se os dois assassinos tivessem sido capazes de coordenar planos viáveis ​​juntos, eles teriam matado incontáveis ​​pessoas inocentes.

Publicidade

Apesar da brutalidade de seus vilões, Homem-Aranha e Batman: Mentes Desordenadas oferece uma história divertida e cheia de ação que ressalta como dois dos vilões mais perigosos da galeria dos vilões do Batman e do Homem-Aranha são semelhantes ao forçar os heróis a se unirem para derrubá-los.

Mas e você, já leu esta HQ? Gostaria de mais crossovers entre DC e Marvel? Não esqueça de comentar em nossas redes sociais!

Publicidade

Fique de olho no Legado da DC para mais curiosidades DCnautas.

    LEIA MAIS!

Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.