Coringa de The Batman prova a maior mudança da nova franquia; entenda

Coringa de The Batman prova a maior mudança da nova franquia; entenda

A revelação completa do Coringa de The Batman é a prova da maior mudança de Matt Reeves em relação a trilogia de Christopher Nolan. A nova produção é a...

 Coringa de The Batman prova a maior mudança da nova franquia; entenda
Publicidade

Publicidade

A revelação completa do Coringa de The Batman é a prova da maior mudança de Matt Reeves em relação a trilogia de Christopher Nolan. A nova produção é a realização da visão de Matt Reeves para o Homem-Morcego, com Robert Pattinson assumindo o papel-título.

 

  LEIA MAIS!

 

Publicidade

A história do filme se passa no segundo ano do Batman como o vigilante mais famoso de Gotham City e narra suas tentativas de frustrar os planos do Charada de expor a corrupção da cidade e inspirar mudanças radicais por meio de assassinato e extremismo.

As cenas finais do filme mostram o Charada de Paul Dano conhecendo o Coringa de Barry Keoghan, cuja breve aparição foi envolta em sombras. No entanto, o lançamento de uma das cenas deletadas revela mais do Coringa de Keoghan, proporcionando uma visão muito melhor da visão de Reeves sobre o icônico vilão.

A cena mostra o Batman se aproximando do Coringa para pedir conselhos sobre o Charada, estabelecendo uma história fascinante entre a dupla que antecede os eventos do filme. Semelhanças foram traçadas entre os universos de Matt Reeves e Christopher Nolan devido à natureza sombria e realista de suas respectivas franquias.

Publicidade

Mas o Coringa de Keoghan prova a maior mudança da nova franquia. A ideia de que o Cavaleiro das Trevas já enfrentou o vilão faz com que o mundo de The Batman pareça muito maior e mais estranho. Também sugere que a abordagem interessante de Reeves com o vilão compensará qualquer necessidade potencial de uma história de origem.

A introdução da cena deletada é interessante, pois renuncia a qualquer confronto dramático entre Batman e seu inimigo. Ao estabelecer uma história anterior entre a dupla, The Batman faz uma declaração sobre sua versão de Gotham City e isso a torna muito mais imprevisível.

Publicidade

O Coringa de Barry Keoghan já estabelecido neste universo é uma evidência de quão bizarra e assustadora é a Gotham de Matt Reeves, e adiciona uma sensação instantânea de profundidade oculta à história do filme. Além disso, a cena também sugere que as origens de ambos podem estar de alguma forma ligadas.

Isso faz com que a Gotham de Reeves pareça um lugar mais estranho e insidioso do que a trilogia O Cavaleiro das Trevas, acrescentando uma sensação de que esta é uma cidade cheia de aberrações excêntricas, e que personagens como o Coringa são comuns.

Embora a cena tenha sido cortada do filme, seu lançamento adiciona uma interessante camada de contexto ao universo de The Batman. Por implicação, o Coringa de Barry Keoghan atua como prova de como a Gotham de Matt Reeves é tão diferente da de Christopher Nolan.

Publicidade

Mas e você, quais seus pensamentos sobre tudo isso? Não esqueça de comentar em nosso grupo do Telegram!

Fique por dentro do Legado da DC e saiba tudo sobre as produções DCnautas.

Créditos: Screenrant
Site Parceiro
© 2019-2022 Legado Plus, uma empresa da Legado Enterprises.