Coringa foi inspirado em um clássico personagem da literatura

Para criar um dos maiores vilões de todos os tempos, o Coringa, Bill Finger e Bob Kane se inspiraram em um clássico personagem.

Coringa foi inspirado em um clássico personagem da literatura

Para criar um dos maiores vilões de todos os tempos, o Coringa, Bill Finger e Bob Kane se inspiraram em um clássico personagem.

Coringa foi inspirado em um clássico personagem da literatura
CLARA INSPIRAÇÃO
Imagem: Reprodução | Divulgação
PUBLICIDADE

A criação do icônico Coringa é um dos maiores acontecimentos da história dos quadrinhos. Embora muitos acreditem que sua origem é totalmente fictícia, a verdade é que sua criação foi inspirada em uma obra literária chamada O Homem que Ri, de Victor Hugo.




PUBLICIDADE



Publicado por Hugo originalmente no ano de 1869, O Homem que Ri é uma obra-prima da literatura francesa que retrata a vida de Gwynplaine, um jovem que foi desfigurado quando criança por um grupo de criminosos que mataram seus pais.

A história se desenrola em meio à turbulência política da Inglaterra do século XVII, quando a corrupção, a desigualdade social e a miséria eram endêmicas. Gwynplaine se torna um artista de circo, onde sua aparência bizarra e assustadora o torna um grande sucesso.

PUBLICIDADE

No entanto, apesar de sua fama, ele se sente isolado e deslocado, uma vez que sua deformidade o impede de ter uma vida normal. Como resultado, ele passa a vida inteira com um sorriso perpétuo no rosto, que é resultado das cicatrizes que lhe foram infligidas.

Gwynplaine se torna um artista de circo famoso por seu sorriso estranho e assustador, mas sempre sente a dor de ser considerado um monstro por causa de sua aparência. A semelhança entre Gwynplaine e o Coringa é óbvia. Ambos são personagens marcados pela desfiguração facial e, consequentemente, pelo isolamento social.

PUBLICIDADE

O sorriso grotesco do Coringa é uma marca registrada do personagem, e essa característica foi claramente inspirada na aparência de Gwynplaine. Além disso, tanto Gwynplaine quanto o Príncipe Palhaço do Crime são personagens complexos que carregam uma carga emocional profunda.

Gwynplaine se sente rejeitado pela sociedade e, apesar de ser um artista talentoso, nunca consegue superar sua dor pessoal. Coringa, por sua vez, é um criminoso psicótico que acredita que a vida é uma piada e que seu único propósito é causar caos e destruição.

PUBLICIDADE

A conexão é tão forte que o diretor Todd Phillips chegou a usar a obra de Victor Hugo como uma referência direta em Coringa. O longa conta a história de Arthur Fleck, um comediante fracassado que, após ser humilhado e maltratado pela sociedade, acaba se tornando o famoso vilão.

No entanto, é importante notar que tal inspiração não se limita apenas à aparência física do Coringa. A obra literária também aborda temas como a desigualdade social, o poder da mídia e a corrupção política, que são temas recorrentes no filme de Phillips.

Ao misturar elementos de literatura, psicologia e cultura popular, Jerry Robinson, Bill Finger e Bob Kane criaram um personagem que transcende as páginas dos quadrinhos e da cultura pop em geral. Mas e você, o que acha de tudo isso? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo!

Acompanhe o Legado da DC para mais curiosidades DCnautas.

Conheça o LegadoTV:

LegadoTV é o nosso canal do YouTube para falar de tudo, seja Marvel, DC, e qualquer conteúdo de cultura pop! Se você curte nosso trabalho aqui no site, não nos deixe de se inscrever no nosso canal clicando aqui. Logo abaixo você confere um vídeo do canal:


Você Comentou Este Artigo
  1. ALAN BITENCOURT DA SILVA disse:

    Já tinha ouvido falar dessa inspiração, mas não conhecia muito dela e a matéria esclareceu mais essa questão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020-2023 Legado da DC, uma empresa da Legado Enterprises.
Developed By Old SchooL